Skip to content

A triste história da Pont des Arts

01/06/2013

Conheceram-se aos quinze. Ele não queria casar e ela sonhava ir à Paris. A maior coisa em comum que eles tinham era não ter nada em comum. Ele gostava de gatos, ela de cães. Ele preferia sol e ela amava a casa na serra da sua avó. Ele tomava café-com-leite e ela detestava café. E leite. Andavam por aí sonhando juntos pelos dias, gastando a sorte um no outro, amando desavergonhadamente. Aos dezenove desconfiou que estava grávida. Depois de um interminável dia culminado em um xixi num palitinho veio a confirmação: foi só um susto. E depois a revelação: ele disse que queria um filho. Mais de um até. Ela queria se casar e prender um cadeado na Pont des Arts em Paris. Aos vinte e três num escaldante fevereiro ela suou um belíssimo vestido branco rendado e ressoou um tímido sim na pequena igrejinha que a mãe dele fez questão de escolher. No dia seguinte entraram em um avião rumo a França, oui! oui! Qui n’aime pas la ville lumière? Beberam vinhos, comeram queijos, escorregaram na neve fina que cobria o chão parisiense e finalmente, numa tarde iluminada, ela prendeu o cadeado na grade da Pont des Arts. Um cadeado nem pequeno nem grande, com as iniciais deles gravadas separadas por um mais. Ele atirou a chave no rio Sena. Os anos se passaram e nada deu muito certo. Empregos falharam, conversas não aconteceram, as crianças não vieram e ela não queria um cachorro. A cada desentendimento ela imaginava se o cadeado que prendeu na ponte com tantos votos verdadeiros ainda estaria lá. Imaginou-o enferrujado, quebrado, torto. Depois pensou que um cadeado não deveria jamais ser o símbolo de uma união.  Que unir duas pessoas com um cadeado é condena-las para sempre a serem detentas si. E que nesse jogo de liberdade alguém sempre se rebela. Descobriu tarde demais que a verdade sobre o amor era uma só. Amar é abrir cadeados, não trancá-los. É confiar colocar o seu coração escancarado na mão do outro e dizer “toma, faz o que você quiser.”

Advertisements
No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: